Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 7 de julho de 2011

Eu queria escrever, falar (coisas que faço tããão pouco, neam? rs), estou aflita, nervosa, precisando extravasar… queria entender algumas coisas, queria questionar outras tantas, queria ignorar outras e conseguir viver sem olhá-las ou sabê-las.
Queria entender porque as pessoas não vivem suas próprias vidas e cuidam da vida dos outros, porque as pessoas complicam o que é tao simples,  porque as pessoas nao sao mais práticas, verdadeiras no que fazem, no que falam…
Eu trabalho pra caral…., corro atrás de coisas que nem sei direito se vão dar certo, mas meu Deus, eu nunca agiria de forma desonesta ou copiaria alguma colega artesã (posso até copiar, mas eu peço antes e dou os devidos créditos, rs), e sinceramente não entendo porque acontece tanto disso no nosso meio.
Já vi casos da minha amiga Adri, da Cia da Arte, em que uma concorrente pegou foto do trabalho dela e, na cara dura, pegou a autoria pra si, colocou pra vender e tudo, acreditam? Ela me mostrou as fotos e ficamos indignadas juntas…
Já vi calendários de cursos das meninas do Quintal ser copiado até em “vírgulas”, termos, técnicas, tudo… e ficamos indignadas juntas…
Já vi trabalhos meus sendo copiados no ELo7  também, já que eu não coloco meu nome na foto, fica mais fácil. E não coloco mesmo, acho o cúmulo alguém entrar no meu blog, ver meu trabalho e copiar como se fosse dele, e eu ter que ficar editando foto minha pra evitar isso.
Aqui em Curitiba temos várias lojas de scrapbook, em São José, onde eu moro, não tem nenhuma… eu já soube de casos de cópia, de briga, de imitação, etc, e sempe defendi que cada um tem que ir atrás do seu próprio talento, respeitando quem está trabalhando na mesma área.  E esse respeito pode ser tanto nas ideias e projetos quanto no espaço físico mesmo, vcs nao acham?
Ontem fiquei sabendo que numa cidade beeeeeem longe, (rs) uma scrapper amiga, ao entrar no seu carro, viu que tinha um folder. Folder de outro atelier de scrapbook, vcs tem noção? Que a pessoa foi até o atelier da scrapper colocar folder nos carros das alunas que estavam tendo aula? Me diz se isso não é final de carreira? Falta de noção total…
Esse fato, mais recente, me indignou muito e me fez parar pra pensar, sabe? Pensar em até onde a gente pode apelar, a gente pode caminhar, ir.
Não existe mais respeito pelo trabalho dos outros? Precisa se declarar uma guerra desse jeito? O que acontece? Qual é a maldade do negócio? E pior né? Claro que o atelier que fez isso é EVANGÉLICO. Queria muito saber o que G-zuis acha disso tudo… de alguém se declarar totalmente cristão e agir com tamanha hipocrisia.
Primeiro a gente tinha que saber ver se a gente mesmo tem a “mão” para aquilo que queremos fazer. Se temos talento, se conseguimos pensar as coisas por nós mesmos ou se temos que recorrer à ideias alheias e projetos dos outros. isso é básico. Depois disso analisado e concluído (muita gente, inclusive essa concorrente, ja deveria ter parado nessa análise), devemos ver quem são nossos concorrentes, e tentar ter um relacionamento saudável com todos, pois uma hora um pode precisar do outro, e ninguém consegue fazer as coisas totalmente sozinhos. E quando eu falo de boa convivência, estou falando de verdade, nao de hipocrisia ou de falsidade não. É necessário e é bom que seja assim. Aí sim você consegue desenvolver um bom trabalho, ir pra frente… Com hipocrisia e invadindo o espaço do outro, estaremos fadados ao fracasso…
No caso, fica a dica, rs….
Anúncios

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: