Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 22 de fevereiro de 2015

Uma alma definida por detalhes

Pequenos, mínimos, fundamentais
Cada ponto e cada pingo
Cada virgula e cada pausa
Sou todos os pontos de interrogação
Sou ponto nenhum

Ora sou um único detalhe
Ora sou a mistura de todos
Meu riso e meu choro
Meu cinza e meu azul

Deixei as tempestades me moldarem
Senti a brisa e a tormenta
O vento sussurrou seus segredos
E quando consegui ouvi-los
Pude perceber meus erros
Aprendi que não sou meus questionamentos
Nem minhas desilusões
Me desfiz num segundo
E desfeita, me encontrei

Deixei o vento me contar
Deixei a vida me ensinar
Sou todos os meus detalhes
Sou cada um deles
Cada virgula me completa
Cada ponto me permite
Não sou minhas escolhas
Nem sou uma coisa só
Sou cada parte de mim
Sou muitas partes de mim

Tenho partes distintas
Tenho partes misturadas
Sou feita de antônimos
Detalhes antagônicos me completam
Minhas  contradições moram lado a lado

Precisei despir minha alma
Soltar minhas amarras
E suavizar meu peso
Pra finalmente enxergar o que a vida queria ensinar
E tenho me refeito a cada dia
Deixando pra trás o peso das tempestades
Entendendo que cada detalhe me completa
Que cada dia sou uma parte
Que sou livre, múltipla e intensa
Sou várias, numa só.

Cada ponto e cada pingo
Cada passo dado no caminho
E cada uma das tempestades
Me fizeram assim
Sou minha acidez mais pura
Sou minha paixão mais intensa
Sou meus exageros e meus medos
Sou boba e sou loba
Sou riso e choro
Brisa e tormenta
Paz e guerra
Sou tudo, sou eu.

 

10941014_803968109670323_5323567223061870798_n

 

Anúncios

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: