Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘a new year a new you’

Precisamos caminhar, seguir em frente e viver, passo a passo, a estrada que a vida nos oferece. Aprendemos assim e seguimos assim.
Nossos passos desenham o roteiro, e  nossa capacidade de recomeçar e aprender nos dão o privilégio de observar além de nós mesmos, e de descobrirmos que mesmo em meio às mais densas trovoadas, existe beleza e motivo.

Meu caminho até aqui tem sido longo e intenso. Trechos sinuosos, tombos destruidores, muita chuva e luta, mas ao mesmo tempo, um aprendizado contínuo que não me deixa desistir.

Já tive momentos em que não quis mais caminhar. Outros em que caminharam por mim, sem que eu percebesse, e desenharam uma estrada que eu mesma jamais trilharia, e quando percebi e retomei meus pés, tive sentir cada ferida  de passos errados e sozinha, cicatrizar um por um. E nessa sequência de tropeços, sorrisos, paisagens e aprendizado, segui, sem muita vontade e sem muita coragem, meus dias.

Questionei cada tropeço, cada surpresa e cada recomeço. Revoltei, acomodei, tentei, desisti.  Com o tempo passei a aceitar as dificuldades da estrada, e me livrei da pressão que sentia, de trilhar um caminho digno dos outros, que todos aprovassem. A partir desse momento minha vida mudou. Me permiti uma leveza antes nao vivida. Passei a sorrir independente das circunstâncias. A sonhar meus próprios sonhos, a levantar disfarçadamente e rapidamente de cada tombo. As tempestades continuaram constantes, mas eu via o belo que existe no cinza, e a música que  cantam os trovões.

E em algum momento, provavelmente quando a vida percebeu que transformei o denso em leve, aprendi a correr.
Sim. Correr. Com passos enormes e desajeitados, aprendi a correr atrás dos meus sonhos. Percebi que só assim conseguiria saciar minha inquietude, e que as dificuldades já não me abalavam, mas que os desafios gritavam por mim.

Corri, persegui. Obstinada e determinada, descobri que cada um dos tropeços traiçoeiros, em cada queda  e do descrédito que ouvi foram fundamentais pra me fazer entender o valor de um sorriso, o preço de um sonho realizado e o regozijo de colher cada semente plantada com suor e muito amor.

Seguirei assim, cada dia um passo, ou vários em um dia só, com minha acidez, minha intensidade. Com o amor que me move, com o sorriso no rosto, com meu filho nos braços, com minha luta na alma, minha obstinação nos pés e meus sonhos no peito.

1 (53)

Van Lima

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: