Feeds:
Posts
Comentários

Archive for junho \08\UTC 2014

Lucca tem herpes oftalmológico desde 2009. É algo tão dolorido, tão sério, e tão desconhecido! A falta de  informação sobre o assunto era enorme, tanto na internet quanto em consultórios! Por isso , desde 2010, compartilho aqui nossa luta!  E não poderia ter feito coisa melhor! Desde então me surpreendo com o tanto de e-mails e comentários que recebo, histórias, testemunhos, perguntas e respostas… E só por isso eu continuo postando e contando. Porque sei que tem mais gente lutando a mesma luta, e sei quão frustrante é não saber por onde ir, pesquisar e não encontrar, perguntar e não ser respondido!

Ok. Vamos lá. O último ataque foi em Setembro de 2010.
A crise foi forte, deixando cicatrizes na córnea e aquidade visual de 20%.
Além do herpes, Lucca seguiu com alergia nos dois olhos, tosse, febre, fraqueza. Mais de um mês atrás de um diagnóstico correto, frequentando emergências e consultorios quase que diariamente. No fim das contas um abençoado médico do Pequeno Príncipe teve a brilhante ideia de tirarmos um raio x do pulmão, e diagnosticou pneumonia. Antibiotico, Tamiflu, repouso absoluto. Nessa busca encontramos algo raro: uma profissional competente, completa, atenciosa, e com respostas!! Dra Loraine, imunologista e alergologista, aqui em Curitiba: fizemos vários exames, conversamos muito, iniciamos tratamento preventivo pra alergia, mudamos alguns hábitos, determinamos como combateríamos o herpes no primeiro sinal de ataque.

De setembro até Abril, Lucca seguiu bem, com alguma tosse, dor de garganta, mas nada além do normal. Na véspera da Pascoa ele teve uma febre pequena e uma gripe fraquinha. Passou, tudo ok. Na semana seguinte, terça,fim do dia,  absolutamente do nada Lucca coloca a mão no olho e grita de dor. Fotofobia, areia no olho, doendo muito… Colírio e Aciclovir imediatamente, e Hospital dos Olhos na manhã seguinte.

A plantonista que nos atendeu confirmou: Herpes. Eu mesma vi as marcas na córnea. Passou aciclovir oral e pomada 5x por dia! Questionei se não seria mais prudente medicá-lo com o Valtrex (valaciclovir), ela disse pra esperarmos pra ver se a lesão aumentaria. Oi?? Uma criança com 7 anos e 20% de visão pode esperar pra ver se a lesão aumenta?  ok. Meu objetivo era apenas confirmar se era herpes mesmo. Segui a orientação da Dra Loraine e comprei o Valtrex. Mediquei, mantendo apenas a pomada de aciclovir nos olhos.

WP_001274

Mais um ataque, meu Deus! Eu e Lucca já estamos cansados. Passar pomada no olho dele é algo terrível. Muita dor, dor de adulto, não de um menino! Os outros já se acostumaram…” mais uma crise? Eita, já passa!” “Fica tranquila, nao vai dar nada.”. Lucca cansado de passar pomada e não conseguir abrir o olho de tanta dor, e eu cansada de ter minha luta minimizada. Por mais que me digam que não é nada, que vai passar, que isso ou que aquilo, uma coisa é fato: O herpes tem aparecido em intervalos de 6, 7 meses. A intensidade é uma incógnita, mas a dor é sempre a mesma.

Dois dias depois fomos ao oftalmologista que o acompanha: as lesões diminuiram consideravelmente. A aquidade está em 20% mesmo, e vamos tentar estabilizar a alergia dele para conseguirmos examiná-lo mais detalhadamente e usarmos um oculos para aliviar a vidinha dele. Seguimos o tratamento, como sempre.

Procuramos a Dra Loraine novamente: comemoramos o sucesso do Valtrex, conversamos. Ela nos receitou vacinas para tentarmos segurar a imunidade do Lucca  e medicações pra evitarmos novos ataques. E graças à anjos que cercam a vida desse menino guerreiro, conseguimos fazer isso tudo!

Enfim, atualizado!

Continuem comentando, compartilhando, perguntando!

Bjs
Van

 

 

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: