Feeds:
Posts
Comentários

Archive for dezembro \26\UTC 2013

Meus últimos três meses foram inexplicáveis. Correria, rotina reprogramada, tempo faltando, dias completamente preenchidos. 26 mensalistas no atelier, mais as turmas das escolas, totalizando 35 alunos, com aulas semanais. E programar aula pra esse povo todo? 5 grupos: crianças de 3 a 5 anos, crianças de 7 a 9 anos, adolescentes, adultas iniciantes e adultas “avançadas”.

 

1 (15)

E no meio desse “caos sonhado”, parei pra fugir nos meus papéis e fiz esse LO. Me deixou tão mais leve, depositei em cada detalhe toda a minha inquietude. Foi pensado para uma das nossas aulas, e acabou me lembrando do porque amo tanto o que faço!

1 (16)

E por fim, como sempre, palavras e mais palavras…

Coragem pra tentar
força pra continuar
esperança pra sorrir
peito pra admitir
coração pra encarar
E muita alma pra cantar.

Só o horizonte me cura
só a verdade me liberta
e me faz livre, como borboleta
que certamente sou.

Anúncios

Read Full Post »

Precisamos caminhar, seguir em frente e viver, passo a passo, a estrada que a vida nos oferece. Aprendemos assim e seguimos assim.
Nossos passos desenham o roteiro, e  nossa capacidade de recomeçar e aprender nos dão o privilégio de observar além de nós mesmos, e de descobrirmos que mesmo em meio às mais densas trovoadas, existe beleza e motivo.

Meu caminho até aqui tem sido longo e intenso. Trechos sinuosos, tombos destruidores, muita chuva e luta, mas ao mesmo tempo, um aprendizado contínuo que não me deixa desistir.

Já tive momentos em que não quis mais caminhar. Outros em que caminharam por mim, sem que eu percebesse, e desenharam uma estrada que eu mesma jamais trilharia, e quando percebi e retomei meus pés, tive sentir cada ferida  de passos errados e sozinha, cicatrizar um por um. E nessa sequência de tropeços, sorrisos, paisagens e aprendizado, segui, sem muita vontade e sem muita coragem, meus dias.

Questionei cada tropeço, cada surpresa e cada recomeço. Revoltei, acomodei, tentei, desisti.  Com o tempo passei a aceitar as dificuldades da estrada, e me livrei da pressão que sentia, de trilhar um caminho digno dos outros, que todos aprovassem. A partir desse momento minha vida mudou. Me permiti uma leveza antes nao vivida. Passei a sorrir independente das circunstâncias. A sonhar meus próprios sonhos, a levantar disfarçadamente e rapidamente de cada tombo. As tempestades continuaram constantes, mas eu via o belo que existe no cinza, e a música que  cantam os trovões.

E em algum momento, provavelmente quando a vida percebeu que transformei o denso em leve, aprendi a correr.
Sim. Correr. Com passos enormes e desajeitados, aprendi a correr atrás dos meus sonhos. Percebi que só assim conseguiria saciar minha inquietude, e que as dificuldades já não me abalavam, mas que os desafios gritavam por mim.

Corri, persegui. Obstinada e determinada, descobri que cada um dos tropeços traiçoeiros, em cada queda  e do descrédito que ouvi foram fundamentais pra me fazer entender o valor de um sorriso, o preço de um sonho realizado e o regozijo de colher cada semente plantada com suor e muito amor.

Seguirei assim, cada dia um passo, ou vários em um dia só, com minha acidez, minha intensidade. Com o amor que me move, com o sorriso no rosto, com meu filho nos braços, com minha luta na alma, minha obstinação nos pés e meus sonhos no peito.

1 (53)

Van Lima

Read Full Post »

 

Deixa eu falar um pouco?
Só um pouco, prometo!

Preciso justificar minha ausência. Em diversas “esferas”  da vida eu ando ausente e talvez até relapsa.
Meus dias estão mais corridos do que quando estavam super corridos. Eu reclamava da falta de tempo e não imaginava que a correria poderia ficar mais intensa! Estou trabalhando muito, muito mesmo, como nunca. Estou me adaptando, me organizando, tentando administrar minhas horas, minhas alunas, meus papéis e minhas ideias!

O atelier, que em dezembro de 2012 contava com 4 alunas fixas e algumas esporádicas, hoje conta com mais de 30 mensalistas lindas e divas que já são parte dos meus sonhos e que renovam, a cada risada e trabalho que fazem, minha vontade de seguir em frente.
E ainda sigo com minhas aulas nas escolas, meu trabalho no Sion, minhas encomendas e vendas pela internet, meus projetos, minha casa, meu marido e meu filho lindo e parceiro, minhas ideias e tentando me adaptar à esse ritmo intenso, mas que me realiza e me completa!

Já desisti de muitos projetos durante minha vida toda. Já levei tropicões da vida que me obrigaram a recomeçar,
Já escutei que tinha vontade fraca, que não continuava nada que eu começava….
Enfim, esse sonho eu realizei. Enfrentei, lutei, tive momentos de muita dificuldade, mas talvez até por birra e pra provar pra mim mesma que sou capaz de sonhar e de realizar, insisti. E sentir esse ritmo intenso, conhecer e ganhar novas alunas, que em 30 segundos se tornam amigas de infância, enfim, colher o que foi plantado com muito suor e determinação faz tudo e cada dia valer a pena!

E continuo sonhando…e sabe o motivo da minha realização? Não busco dinheiro, nunca fiz questão. Quero a alegria que fazer o que eu amo, o sorriso das crianças, as histórias que escuto, as vidas que ganho de presente, e por fim, ter aprendido o quanto é bom pegar um sonho com as mãos!

E eu nunca consigo falar pouco…

Enfim, tudo isso pra dizer que, no meio dessa “trupicancia” toda, tem novidades por aí… depois conto mais detalhes, já falei demais por hoje! rs

Bjs
Van163500_542313882474384_1959833313_n

 

 

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: